Minhas Compras
Você adicionou a sua lista de compras. O que deseja fazer agora?
Continuar Comprando! Fechar Compra!

Exportação do agronegócio recuou 3,7% para US$ 84,9 bilhões

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

A receita em 2016 foi a menor dos últimos seis anos, pressionada pela menor disponibilidade de soja e milho.

A receita em 2016 foi a menor dos últimos seis anos, pressionada pela menor disponibilidade de soja e milho.

As exportações do agronegócio brasileiro somaram US$ 84,93 bilhões no ano passado, em queda de 3,7% em relação a 2015. A receita foi a menor dos últimos seis anos. As importações cresceram 4,2% para US$ 13,63 bilhões. O superávit do agronegócio encolheu de US$ 75,151 bilhões em 2015 para US$ 71,307 bilhões no ano passado.

A balança comercial brasileira fechou o ano passado com superávit de US$ 47,683 bilhões, em 2015 graças ao saldo positivo do agronegócio, que compensou o déficit de US$ 23,624 bilhões registrado nas transações externas dos demais setores da economia.

Segundo o Ministério da Agricultura, os produtos de origem vegetal foram os que mais contribuíram para a queda das exportações do agronegócio, principalmente em função da redução na receita das exportações do complexo soja (queda de US$ 2,54 bilhões), principalmente soja em grãos (menos US$ 1,65 bilhão) e milho (menos US$ 1,28 bilhão).

Vale lembrar que no ano passado as adversidade climáticas provocaram fortes quebras de safra, o que reduziu a disponibilidade de soja para exportação e levou as tradings a cancelar parte dos contratos de vendas externas de milho, redirecionando o cereal para o mercado interno.

 

Os técnicos destacam que o crescimento das vendas do complexo sucroalcooleiro contribuiu para amenizar a queda nos demais setores, com aumento de US$ 2,81 bilhões em 2016 ante 2015.

Segundo o estudo, a soja se mantém liderança em valor exportado, com exportações que somaram US$ 25,42 bilhões. As vendas de soja em grãos representaram 76% desse montante, com US$ 19,33 milhões, valor 7,9% inferior ao ano anterior. O volume exportado encolheu 5,1% e o preço médio 3%.

As exportações brasileiras de farelo de soja e óleo de soja seguiram o mesmo desempenho da soja em grãos, com queda em valor de 10,8% e 22,2% e em quantidade de 2,6% e 24,9%, respectivamente. A única expansão se deu no preço do óleo de soja, que subiu de US$ 691 para US$ 716 por tonelada.

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Olá , deixe seu comentário para Exportação do agronegócio recuou 3,7% para US$ 84,9 bilhões

Enviando Comentário Fechar :/